Select Page

Mulher que morreu ao dar à luz e ressuscitou é prova de milagre: “Oro todos os dias agradecendo”

Mulher que morreu ao dar à luz e ressuscitou é prova de milagre: “Oro todos os dias agradecendo”

“Oro todos os dias para agradecer”. Essa é uma atitude tomada por uma mulher que morreu ao dar à luz sua segunda filha, e após uma intensa e imediata corrente de oração, ressuscitou para a perplexidade dos médicos.

Melanie Pritchard estava grávida, com oito meses e meio de gestação, e foi ao hospital ao lado do marido, Doug, para alguns exames. A expectativa de que pudesse dar à luz em breve foi substituída pela preocupação em um piscar de olhos.

 

Quando eles chegaram ao hospital, os sinais vitais de Melanie eram bons e estáveis, mas ela começou a se sentir mal, com uma tontura, que foi seguida por uma náusea. Na sequência, ela desmaiou, e mesmo com a equipe médica agindo rápido, sua pressão arterial e frequência cardíaca só caíam, de acordo com informações do Yahoo!

Quando os médicos confirmaram que o quadro de saúde da mãe começava a prejudicar o da bebê, decidiram fazer um parto de emergência. Nesse meio tempo, a notícia: Melanie havia morrido.

Com o parto em andamento, para salvar a criança, o pai só conseguia orar. Sem poder absorver por completo aquele cenário, ele conversava com Deus, pedindo por um milagre: “Senhor, eu sei que isso é mais do que eu posso suportar, o que significa que Você tem um plano e um propósito para tudo. Eu confio em Você, mas, por favor, se for da Tua vontade, deixe-me abraçar minha esposa novamente”, disse ele em oração.

A notícia se espalhou rápido entre familiares e amigos, que fizeram uma corrente de oração para que Deus pusesse seu plano em ação, qualquer que fosse.

Na conclusão do delicado parto, nasceu Gabriella. O nome é uma variante feminina de Gabriel, originado a partir do hebraico, formado pela união dos elementos gébher, que quer dizer “homem, homem forte” e el “Deus”, e significa “homem de Deus, homem forte de Deus ou fortaleza de Deus”. Logo, Gabriella era uma menina com o nome de “mulher forte de Deus”.

Quando os médicos ainda finalizavam o procedimento de parto, Melanie voltou à vida, e os médicos cuidaram para que ela fosse monitorada, mas anunciaram que ela ficaria com sequelas graves.

De acordo com a avaliação que fizeram, as complicações da cesária exigia uma nova cirurgia, de emergência, para que ela pudesse sobreviver. Antes de reiniciarem os trabalhos, mostraram uma foto de Gabriella à mãe, para que ela se tranquilizasse.

No dia seguinte ao parto, ela já respirava sem ajuda de aparelhos, plenamente consciente. Os médicos permitiram que ela visse novamente a filha caçula, o primogênito, Brady, e o marido, Doug.

Em algumas semanas, ela estava em casa, de alta, completamente saudável, e sem ouvir uma explicação médica que abrangesse todos os pontos desse quadro inusitado. Hoje, dois anos depois, a convicção de Melanie e sua família é que ela é uma prova de um milagre, e por isso, diariamente, ora em gratidão.

fonte

About The Author

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Videos Recentes

Loading...